Portal Para a Morte

quarta-feira, 19 de abril de 2017

64 - Os Mortais

Furtivamente escrevo para liberdade
e para um futuro perceptível.
Minhas palavras letificamente solaz
não libertaram os tiranos do mundo.

Sem benfazejo do tempo
os rostos visivelmente em perigalhos.
Tiranos, 
ouvirão no final dos dias inúteis
palavras com significados aventureiros.

Solpsos, 
estes seres afundarão em palavras movediças. 
Acurarão na fragilidade.
Mortais,
os corpos lapídeos cairão
os escritos caminharão livres. 
Mesmo que amassados.
                 Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610 ."

sexta-feira, 14 de abril de 2017

70 - Sinais da Nulidade




No momento da minha morte
meu espírito deve estar calmo.

Que chorem os não lucidos!
Chorem por qualquer motivo
seja triste ou alegre.
Que riam,
e se for possível aquela gargalhada.

Que meu túmulo
armazenem as lágrimas frias,
junto a minha solitude mortal
e sem sombras. . . planar.
Não me privem desta homenagem
fúnebre neste leito eterno de terra e pedra.

Deitada, adormecida
e cercada nesta vigília  
por aqueles que ainda caminham
à sombra do tempo.

Pouco à pouco
a casca rugosa do meu corpo
será eliminada.
Serei tragada pela terra escura.

As vozes cavernosas
dos túmulos ecoarão
pelo mundo frio e sombrio.

O medo do caminho
deixa o desconhecido... assustador.
E qualquer coisa é melhor
que as dores dos ossos marfíneos.

Os sinais da nulidade
estão ativos e meu corpo
sem movimentos.

Já não sou tão ranzinza e resmungona!!!

Quero que a vida me presentei
com uma morte serena
mesmo que eu não mereça
e que a minha velhice
tenha sido ou não humilhante.

                  Janice Adja

"Plágio é crime e está no Artigo 184 do Código Penal 9610 ."